Lindo"

domingo, 29 de janeiro de 2012

Pavê de nozes com coco e cobertura de doce de leite

Essa foi uma receita inventada por mim, ficou uma delícia:





Ingredientes:
1 lata de leite condensado
1 caixinha de creme de leite
1 lata de doce de leite 
200 g de nozes
1 pacote de 100g de coco ralado
biscoito champagne
leite
maizena


Modo de Preparo:
Em uma panela coloque 1 lata de leite condensado, 3 latas de leite, 2/3 do  pacote de coco ralado e 2 colheres de sopa bem cheias de maizena. Mexa e leve ao fogo até engrossar. Divida em 2 partes, reserve uma.
Cubra o fundo de um refratário com o biscoito. Cubra os biscoitos com um pouquinho do creme bem quente, salpique o  restante do coco e cubra com o que restou da metade do creme. Esfarele as nozes, deixando alguns pedaços em metades para a cobertura. Junte as nozes esfareladas à metade reservada do creme, adicione por sobre o refratário.
Junte a latinha de doce de leite, o creme de leite e o emulsificante na tigela da batedeira, bata até ficar uniforme e despeje sobre o creme. Decore com as nozes restantes e leve ao refrigerador. Está pronto. Fácil e delicioso! Bom apetite. 
Paz e luz,
Laura


Marcelo e o pé de feijão

O Marcelo plantou um caroço de feijão junto com minha flor, e olha o que aconteceu: 





Já está com 3 vagens, daqui a pouco comeremos feijão da janela!
Em se plantando...
Bjs no coração. Paz e luz!
Laura

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Músicas para Evangelização: A HISTÓRIA DA MINHOCA




video


Excelente para trabalhar valores como o trabalho, a caridade e o amor próprio, mostrando os prejuízos da vaidade e da preguiça.


Paz e  luz!

Laura


Músicas para Evangelização: DONA GALINHA

video

Excelente música para trabalhar a obediência filial e o cuidado maternal.
Músicas para Evangelização: DONA GALINHA

Músicas para Evangelização: O GATO FILÉ

Músicas para Evangelização: O GATO FILÉ

Músicas para Evangelização: AS TRÊS ONCINHAS

Músicas para Evangelização: AS TRÊS ONCINHAS

Músicas para Evangelização: BEBEL LAGARTA

Músicas para Evangelização: BEBEL LAGARTA

Músicas para Evangelização: A FOQUINHA (trabalhando o preconceito)

Músicas para Evangelização: A FOQUINHA (trabalhando o preconceito): A FOQUINHA (falado) - Respeitável público! Agora com vocês FOQUINHA! A foca fofa e linda!!!!! Foquinha é linda, toda pretinha, é tão ...

Músicas para Evangelização: O VAGALUME - humildade e autoamor


Músicas para Evangelização: O VAGALUME - humildade e autoamor: Eu sou o vagalume que vive a piscar, a minha luzinha é pequenininha, mas dá pra iluminar. Não me comparo ao sol, lindo a brilhar, nem me c...

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Quando me amei de verdade!



Quando me amei de verdade,
pude compreender
que em qualquer circunstância,
eu estava no lugar certo,
na hora certa.
Então pude relaxar.

Quando me amei de verdade,
pude perceber que o
sofrimento emocional é um sinal
de que estou indo contra a minha verdade.

Quando me amei de verdade,
parei de desejar que a minha vida
fosse diferente e comecei a ver
que tudo o que acontece contribui
para o meu crescimento.

Quando me amei de verdade,
comecei a perceber como
é ofensivo tentar forçar alguma coisa
ou alguém que ainda não está preparado
inclusive eu mesma.

Quando me amei de verdade,
comecei a me livrar de tudo
que não fosse saudável.
Isso quer dizer: pessoas, tarefas,
crenças e - qualquer coisa que
me pusesse pra baixo.
Minha razão chamou isso de egoísmo.
Mas hoje eu sei que é amor-próprio.

Quando me amei de verdade,
deixei de temer meu tempo livre
e desisti de fazer planos.
Hoje faço o que acho certo
e no meu próprio ritmo.
Como isso é bom!

Quando me amei de verdade,
desisti de querer ter sempre razão,
e com isso errei muito menos vezes.
Quando me amei de verdade,
desisti de ficar revivendo o passado
e de me preocupar com o futuro.
Isso me mantém no presente,
que é onde a vida acontece.

Quando me amei de verdade,
percebi que a minha mente
pode me atormentar e me decepcionar.
Mas quando eu a coloco
a serviço do meu coração,
ela se torna uma grande e valiosa aliada.

Kim McMillen & Alison McMillen - Trecho do livro Quando me Amei de Verdade

domingo, 8 de janeiro de 2012

Meu filme Isabelle machado ♥

Ah, quanta emoção, esse é o filme que minha filha Bellinha fez para mim e seu pai, meu marido Marcelo - aguenta coração!

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Reciclagem de cd: porta incenso

Em tempos de cuidar do planeta, nada melhor que reciclar deixando ainda beleza espalhada ao redor. Vejam esse lindo porta-incenso que fiz com um cd arranhado:


Você vai precisar de:
. um cd inutilizado
. caneta para cd
. tinta dimensional
. verniz vitral
. pincel macio
. fita adesiva
. cola branca
. verniz com gliter
. uma conta de plástico ou vidro.
Faça assim:
Deixe o cd de molho por algumas horas e lave-o com esponja de aço para deixá-lo transparente.
Cole a fita adesiva no orifício do cd. Desenhe a mandala com a caneta para escrever em cd. Passe a tinta dimensional em todos os traços (usei tinta azul com gliter). Depois de seco, pinte nas cores desejadas com verniz vitral. Deixe secar. Cole a conta em cima da fita adesiva, depois de seco, passe o verniz com gliter, deixe secar e está pronto seu porta incenso! Paz e luz! Laura

Suporte para Controle Remoto

Aqui vai uma solução rápida e eficaz para organizar os controles remotos da sala:



Você vai precisar de:
. uma caixinha de mdf
. lixa
. tinta pva branca
. tinta acrílica prata
. kit craquelê preto
. vidrilhos
. cola branca.
Faça assim:
Lixe a caixinha e pinte com a tinta pva branca. Espere secar. Pinte com a tinta acrílica prata. Depois de seco faça o processo de craquelagem conforme explicado no kit. Usei bastante produto e pinceladas grandes para obter o efeito do craquelado grande. Depois de seco, cole os vidrilhos. Está pronto seu suporte e certamente sua vida ficará mais fácil!
Paz e luz!
Laura

Culto do Evangelho o Lar


Culto do Evangelho no Lar


Vocês sabem o que é o Culto do Evangelho no Lar? É um grande presente que nos foi dado pela espiritualidade para nos manter orando e estudando os ensinamentos do Mestre Jesus em família. 


O que é?
É uma reunião singela realizada no lar, com as pessoas da família que aceitem e queiram compartilhar alguns minutos em elevada conversação sobre o Evangelho de Jesus. 
O culto do Evangelho no Lar não é uma inovação. É uma necessidade em toda parte, onde o Cristianismo lance raízes de aperfeiçoamento e sublimação. 
Em época tão conturbada, e, quando as pessoas estão sempre correndo, aos espíritas cabe a tarefa de iniciar uma transformação dentro do lar, com aqueles que estão compartilhando a atual existência, transformação essa que, dentre outros fatores, também se inicia com o estabelecimento do Evangelho no Lar. 
Leiamos a mensagem de Guillon Ribeiro, através da psicografia de Júlio Grandi Ribeiro, publicada na revista "O Reformador", edição de novembro de 1977:
"Reviver o Cristo nas relações diárias da casa, ressuscitar Jesus pela veiculação do Evangelho a quantos se abrigam nas dependências do lar, é de transcedental importância num século de tantas mudanças sociais."

Como fazê-lo?
As pessoas da família que irão participar deverão escolher um local tranqüilo da casa, podendo ser à mesa ou na sala. 
Preparar antecipadamente o ambiente do lar, se possível com música suave para meditação. 
Preparar uma jarra com água para ser fluidificada pelos Amigos Espirituais que visitarão o local - trata-se da "fluidoterapia". 
Um dos participantes deverá efetuar uma prece inicial inspirada para a ocasião. 
Realizar a leitura de um trecho de "O Evangelho Segundo o Espiritismo" e, eventualmente, trechos de algum outro livro contendo mensagens espirituais inspiradoras. 
Comentar o assunto lido, devendo-se, sempre que possível, contar com a participação de todos os presentes. 
Após os comentários, antes da prece de encerramento, uma das pessoas deverá conduzir as vibrações do grupo - suas preces dirigidas ao Alto - em favor dos familiares e de pessoas outras que estejam em dificuldades, necessitando de auxílio espiritual. 
Fazer a prece de encerramento, também inspirada para a ocasião. 
Servir a água fluidificada aos presentes.
Importante: Não deve haver manifestação mediúnica em tal ocasião. 

Observações: O ideal é realizar o Evangelho no Lar uma vez por semana, no mesmo dia e horário. Não exigir a presença de familiares ou visitantes que não aceitem a prática do Evangelho no Lar. 

Quem pode participar?

Todos os que quiserem: não há restrições. "...Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estarei eu no meio deles." (Jesus)
"Do culto cristão do lar 
Nasce a fonte cristalina 
De bênçãos da Paz Divina 
De dons da Divina Luz!... 
Nele aprendemos a amar 
A dor, a luta, a alegria. 
E a iluminar cada dia 
Na inspiração de Jesus. 
Cultiva em teu doce abrigo 
A Sublime Sementeira 
Que te guarda a vida inteira 
No amor, na consolação... 
Sentirás, então, contigo, 
Sobre a crença que te abrasa 
O Evangelho vivo em casa 
E o Mestre no coração."
João de Deus
Muitos alegam falta de tempo ou qualquer outra desculpa para a não realização do Evangelho no Lar. No entanto, a realidade mostra que, infelizmente, o que está por trás desses argumentos é a falta de conhecimento dos benefícios de uma vida renovada à luz dos ensinamentos de Jesus. Meditemos sobre isso. 
Quando fazê-lo?
Uma vez por semana, observando-se o mesmo dia e horário de sempre, pois os Amigos Espirituais que estarão presentes assumirão um compromisso com o lar. 
Os Amigos Espirituais dos familiares inspiram a palavra, direcionam as vibrações, fluidificam a água e realizam outros benefícios, que nós nem ficamos sabendo. 
Uma recomendação importante é não interromper o Evangelho no Lar devido a telefonemas ou visitas inesperadas. No primeiro caso, avisar, com sinceridade, que está realizando o Evangelho no Lar, e que retornará a ligação posteriormente. Na segunda situação, convidar a visita a participar, e caso a pessoa não aceite o convite, receba-a mesmo assim, embora solicitando que aguarde o término da atividade. 
Converse com todos os que se dispuserem a participar. Verifique o melhor dia e horário para que todos possam participar, e inicie essa atividade, de alta importância para a felicidade do seu lar. 
Jesus no Lar

"Dedica uma das sete noites da semana ao 'Culto Evangélico no Lar', a fim de que Jesus possa pernoitar em tua casa. 
Prepara a mesa, coloca água pura, abre o Evangelho, distende a mensagem de fé, enlaça a família e ora, Jesus virá em visita. 
Quando o Lar se converte em santuário, o crime se recolhe ao museu. Quando a família ora, Jesus se demora em casa. Quando os corações se unem nos liames da Fé, o equilíbrio oferta bênçãos de consolo, e a saúde derrama vinho de paz para todos. 
Não aguardes que o mundo te leve a certeza do bem invariável. Distende, da tua casa cristã, a luz do Evangelho para o mundo atormentado. 
Quando uma família ora em casa reunida nas blandícias do Evangelho, toda a rua recebe o benefício da comunhão com o Alto. 
Se alguém, num edifício de apartamentos, alça aos Céus a prece da comunhão em família, todo o edifício se beneficia, qual lâmpada ignorada, acesa na ventania. 
Não te afastes da linha direcional do Evangelho entre os teus familiares. Continua orando fiel, estudando com os teus filhos e com aqueles a quem amas, as diretrizes do Mestre e, quando possível, debate os problemas que te afligem à luz clara da mensagem da Boa Nova e examina as dificuldades que te perturbam ante a inspiração consoladora do Cristo. 
Não demandes a rua, nessa noite, senão para os inevitáveis deveres que não possas adiar. Demora-te no Lar para que o Divino Hóspede aí também se possa demorar. 
E quando as luzes se apaguem à hora do repouso, ora mais uma vez, comungando com Ele, como Ele procura fazer, a fim de que, ligado a ti, possas, em casa, uma vez por semana em sete noites, ter Jesus contigo." 
Fonte: Joanna de Ângelis, no livro "Messe de Amor", psicografado por Divaldo P. Franco.


Agora vou mostrar a caixa que preparei com muito amor para guardar os livros que utilizamos no nosso Culto do Evangelho:





Assim surgiu a idéia do projeto: todas as semanas, pouco antes do horários do Culto de Evangelho no Lar, começava a correria aqui em casa: Quem pegou o Evangelho pela última vez? Cadê o Vinha de Luz? E o Jesus no Lar? E começava a caçada aos livros. Um belo dia me deparei com essa caixinha de mdf em uma loja e pensei: pronto – acabou o problema! Vou fazer uma caixinha para guardar os livros utilizados no Culto do Evangelho, Tudo foi feito com muito amor, e aos poucos fomo nos disciplinando a pegar os livros, ler ou estudar e voltar a guardá-los na caixinha. Fica a sugestão.
Como fazer a caixa:
Material:
. 1 caixa de mdf
. lixa
. tinta pva branca
. tinta acrílica verde e branca
. guardanapo para decoupage 
. cola branca
. verniz
Modo de Preparo:
Lixe a caixa. Pinte com a tinta pva branca para a base.
Faça uma textura deixando um pouco der tinta pva de um dia para o outro em um recipiente aberto (usei um copo descartável) - o motivo: a tinta ficar mais consistente). Faça uma textura na caixa usando uma escova de dentes velha. Depois de seco, utilize as tintas branca e verde para criar o efeito desejado. Recorte o guardanapo, dispense as partes brancas e cole-o bna caixa. Depois de seco, envernize. Está pronta. 


Paz e luz! 
Laura

Sapatinhos vermelhos de tricô para bebês

Olá, primeiro desejo que todos nós tenhamos um novo ano de muita paz, muita  luz, harmonia e fraternidade. E para começar o ano com o pé direito nada melhor que esse lindo par de sapatinhos vermelhos:






Receita:
Material:
. Agulhas para tricô nº 3,5
. Linha Camila Fashion cor nº  29 (trabalhar com um fio).
Modo de Fazer:
Monte 32 pontos nas agulhas e trabalhe da seguinte forma:
1ª carr.: 1 t; laç;12t; laç; 6t; laç; 12t; laç; 1t
2ª carr. e todas as pares em tricô (torça a laçada para não formar buracos no tricô).
3ª carr.: 2t; laç.; 13t; laç; 1t; laç; 4t; laç; 1t; laç; 13t; laç; 2t
5ª carr.:3t; laç; 13t; laç; 2t; laç;6t; laç; 2t; laç; 13t; laç; 3t
7ª carr.: 4t; laç; 14t; laç; 3t; laç; 6t; laç; 3t; laç; 14t; laç; 4t
Da 8ª até a 20ª carr. trabalhe em cordões de tricô (direito e avesso em tricô).
21ª carr.: tricote 14 pontos em tricô e monte  mais 11 pontos, perfazendo um total de 25 pontos. Retire os demais pontos da agulha e deixe em espera. Trabalhe os 25 pontos em cordões de tricô por 3 carreiras e arremate.
Retome os pontos deixados à espera. Arremate 26 pontos.
Restarão 14 pontos. Monte mais 11 pontos na agulha (na frente dos pontos que já se encontram lá) e trabalhe os 25 pontos em cordões de tricô por 3 carreiras. Arremate.
Cruze as alcinhas, costure e pregue um enfeite. Usei botões de moranguinho.



Paz e luz. Laura 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...