Lindo"

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Aula: Sede Perfeitos - O Homem de Bem – O Homem no Mundo

Aula: Sede Perfeitos - O Homem de Bem – O Homem no Mundo
Adaptável para diversas idades
Bibliografia: Evangelho Segundo o Espiritismo, cap.17, Itens 9.

I – Acolhida e Harmonização.
Duração – no máximo cinco minutos.
II  - Prece
III - Relaxamento
Exercícios de relaxamento infantil desenvolvem a noção corporal, assim como proporcionam momentos importantes de descontração. Os exercícios de relaxamento infantil foram desenvolvidos para que, de forma calma e serena, a criança possa ir relaxando, sentindo-se menos inquieta e estressada.

Inicie com a seguinte lengalenga (Os Evangelizandos devem estar de pé):

 

Eu Mexo Um Dedo

 

A. Depois da música peça aos Evangelizandos para:
 a) Mexer os dedos fingindo que toca piano, depois os pulsos;
b) Colocar as mãos nos ombros e rodar os ombros para a frente e para trás;
c) Com as mãos no pescoço, elevar os cotovelos e expirar;
d)  Com as mãos na cabeça mexer a mesma para a frente e para trás e para a direita e para a esquerda;
e) Apoiar os braços na mesa e esticar e encolher as pernas. Ficar na ponta dos pés e rodar os tornozelos.
B. Agora sentados devem:
a)    Massagear os dedos dos pés;
b)    Rodar os tornozelos, um de cada vez;
c)    Dar um “pontapé” no ar, um pé de cada vez;
d)    Juntar as plantas dos pés segurando com as mãos e mexe os joelhos para cima e para baixo;
e)    Ficar na  posição de gato: arquer as costas e esticar o tronco.
C. Agora de pé devem:
a) Abaixar-se sobre os calcanhares e voltar a levantar-se;
b) Colocar as mãos na cintura e mover-se para a direita e para a esquerda;
c) Com os braços levantados, inclinar-se de um lado e do outro;
d) Esticar os braços e deixar cair.
Ensinar aos Evangelizandos a seguinte lengalenga (acompanhar as palavras com gestos):
Sou pequenino (mãos junto ao chão ou para baixo)
E quero crescer (esticar braços bem alto)
Vou pedir aos pés (movimentar os pés)
Vou pedir às mãos (movimentar as mãos)
Vou pedir à boca ( sinal de silêncio)
Para não mexer (dizer estas palavras a sussurrar, repetir só com o movimento dos lábios).
Exercícios e lengalengas retirados do site http://educamais.com/

Agora o Evangelizador deve colocar um cd com música bem suave e pedir aos  Evangelizandos devem se sentar com os pés apoiados no chão, ligeiramente afastados, apoiarem as mãos sobre os joelhos, fechar os olhos e inspirar e expirar profundamente três vezes.
O Evangelizador deverá guiar o relaxamento:
Imagine que seus pulmões são uma bola de aniversário,  quando você inspira você infla a bola, até que ela fique bem cheia. Agora você expira e a bola se esvazia, lentamente. Agora imagine que você está em um lago bem bonito. A água está em um temperatura muito agradável e você bóia sentindo a água relaxar cada parte de seu corpo, levando embora todo o cansaço, o medo, a tristeza e a raiva. Aproveite essa água tão especial.

 IV. Atividades:
1)    Pegar o “Baú do Tesouro” e colocá-lo no centro da mesa. Dizer: “Aqui está nosso baú do tesouro”, será que hoje vamos poder juntar mais bens espirituais aqui em nossa sala? Inquirir um a um sobre as virtudes cultivadas e boas ações praticadas durante a semana, preencher os coraçõezinhos com o nome de cada Evangelizando e o bem espiritual cultivado naquela semana, entregar para o mesmo colocá-lo no baú. Incentivá-los a continuar cultivando boas atitudes, bons pensamentos e boas palavras, a fim de promoverem a reforma íntima e “encherem” o Baú do Tesouro.

2)        Dinâmica:

Varinhas que não quebram
Material: Um feixe de 16 varinhas (pode-se usar palitos de churrasco)
Utilidade: União do grupo. A união como força que pode agregar, unir e dar resistência às pessoas.
. Pedir que um dos participantes pegue uma das varinhas e a quebre. (o que fará facilmente).
. Pedir que outro participante quebre cinco varinhas juntas num só feixe (será um pouco mais difícil).
. Pedir que outro participante, quebre todas as varinhas que restaram, se não conseguir, poderá chamar uma outra pessoa para ajudá-lo.
. Pedir que todos os participantes falem sobre o que observaram e concluíram.
. Terminar com uma reflexão sobre a importância de estarmos unidos.
3)    Mostrar o vídeo:

4)     Fixando o tema:
       Estamos reencarnados aqui na Terra com o objetivo de evoluirmos, isto é, de aprendermos a ser espíritos melhores, seguindo os ensinamentos do Mestre Jesus. Às vezes pensamos: mas eu sou ó um pequeno garoto, ou uma pequena menina, não tenho dinheiro, o que posso fazer para melhorar a vida de alguém? Como posso fazer a diferença? Nesse vídeo aprendemos como um menino de 9 anos, que não  tinha dinheiro, conseguiu mudar para  melhor a vida de muitas pessoas. Ryan, ao saber que muitas pessoas na longínqua África adoeciam e morriam por causa da ingestão de água poluída, resolveu movimentar-se e mudar aquela situação. Não se lembrou que era só um garoto canadense de 9 anos. Não pensou em quão distante ficava a África. Não pensou que não tinha dinheiro nem quão caro seria levar água potável para aqueles irmãos lá longe. Fez! Buscou soluções. ACREDITOU NO BEM, NO PODER DO AMOR E CONSEGUIU FAZER A DIFERENÇA!
Hoje esse menino é um jovem, criou uma fundação que já levou melhoria na qualidade de vida de muita gente: já completou mais de 630 projetos em 16 países, beneficiando mais de 700 mil pessoas. 

E nós? O que fazemos para melhorar o mundo? Aqui no Brasil , lá no Nordeste, também temos seca, fome e miséria. A seca, além de ser um problema climático, é uma situação que gera dificuldades sociais para as pessoas que habitam a região. Com a falta de água, torna-se difícil o desenvolvimento da agricultura e a criação de animais. Desta forma, a seca provoca a falta de recursos econômicos, gerando fome e miséria no sertão nordestino. Muitas vezes, as pessoas precisam andar durante horas, sob Sol e calor forte, para pegar água, muitas vezes suja e contaminada. Com uma alimentação precária e consumo de água de péssima qualidade, os habitantes do sertão nordestino acabam vítimas de muitas doenças.

5)    Questionando...
Dividir as crianças em 2 equipes e pedir a elas que pensem em alguma situação que tenham conhecimento e que tocou seu coração, fazendo-o contrair-se de piedade.
Elas devem conversar entre si e escolher a situação difícil que mais emocionou ao grupo.
Distribuir material para que as equipes possam elaborar um Projeto para mudar aquela situação – folhas de ofício, canetas coloridas, gravuras, régua, lápis de cor, cartolina.
Depois as equipes devem preparar um cartaz com o resumo do Projeto e apresentá-lo na frente da sala. 
6)    Arte:
O acúmulo de lixo é um problema para o meio ambiente. Com pequenas atitudes podemos cooperar para todos terem uma vida melhor. Que tal enfeitarmos nossa salinha com uma linda árvore de natal toda feita de material recilado? Hoje fazemos lindos enfeites para nossa árvore de natal com rolinhos de papel higiênico.
Materiais:

·         Rolinhos de papelão do papel higiênico
·         Tesoura
·         Palitos para pendurar a roupa no varal
·         Cola
·         Gliter
·         Tinta
·         Pincel
·         Fita
Passo a passo:
Esta flor a gente já aprendeu a fazer um tempo atrás, e vocês podem revisar aquele artigo fazendo um clique AQUI. Lá você poderá conferir o passo a passo básico, mas mesmo assim vou explicar novamente como fazê-la.
Para fazer a flor com o rolinho de papelão:
Achate um pouco o rolinho, pressionando levemente com a mão. Depois, com a tesoura, corte o rolinho em 5 partes iguais. Se desejar, pode usar uma régua para medir o rolinho e fazer uma divisão exata.
Agora pegue estas pétalas e coloque um pouco de cola a cada lado da pontinha, depois segure uma ponta de uma pétala com a ponta de outra com um palito de prender a roupa no varal. Você terá queformar uma estrela com estas pétalas.
Uma vez que a cola secar, retire os palitos e pinte a flor na cor que desejar. Depois, passe uma camada fina de cola nas pétalas (por dentro e por fora) e polvilhe o gliter para dar maior charme ao enfeite.
Uma vez que o gliter secar, amarre um pedacinho de fita em uma das pétalas para poder pendurar estes enfeites de árvore de Natal.

7)    Música:
Acreditar – Grupo AME



Acredite no Amor

Grupo AME

        Am
Acredite no amor, acredite no homem
        G
Acredite na vida, acredite em você
       Am
Acredite naquele que nos indicou
         G                     G7
O caminho da luz e da libertação

          C                 D7
Descubra em você o elo que nos faz
           G             G7
Sermos todos irmãos você é capaz
        C                       D7
De viver o exemplo que o Cristo deixou
         G
Já faz tanto tempo e pouco mudou

        Am
Comece em você a busca da paz
           G
Somente o amor pode o mundo mudar
          Am
Seja um instrumento de transformação
              G                     G7
Vamos fazer deste mundo uma grande nação

          C                 D7
Descubra em você o elo que nos faz
           G             G7
Sermos todos irmãos você é capaz
        C                       D7
De viver o exemplo que o Cristo deixou
         G
Já faz tanto tempo e pouco mudou

        Am
Respire bem fundo no amanhecer
             G
Sinta a brisa do mar batendo em você
              Am
Olhe o verde as estrelas, o céu, o luar
          G                  G7
E os raios de sol a nos aquecer

          C                 D7
Descubra em você o elo que nos faz
           G             G7
Sermos todos irmãos você é capaz
        C                       D7
De viver o exemplo que o Cristo deixou
         G
Já faz tanto tempo e pouco mudou 


VII.         Prece Final.
     

Subsídios para o Evangelizador:

O Evangelho Segundo o Espiritismo

por ALLAN KARDEC – tradução de José Herculano Pires

 IV – O Homem No Mundo

UM ESPÍRITO PROTETOR
Bordeaux, 1863
 10 – Um sentimento de piedade deve sempre animar o coração daqueles que se reúnem sob o olhar do Senhor, implorando a assistência dos Bons Espíritos. Purificai, portanto, os vossos corações.Não deixeis que pensamentos fúteis ou mundanos os perturbem. Elevai o  vosso espírito para aqueles a quem chamais, a fim de que eles possam, encontrando em vós as disposições favoráveis, lançar em profusão as sementes que devem germinar os vossos corações, para neles produzir os frutos da caridade e da justiça.
            Não penseis, porém, que aos vos exortar incessantemente à prece e à evocação mental, queiramos levar-vos a viver uma vida mística, que vos mantenha fora das leis da sociedade em que estais condenados a viver. Não. Vivei com os homens do vosso tempo, como devem viver os homens; sacrificai-vos às necessidades, e até mesmo às frivolidades de cada dia, mas fazei-o com um sentimento de pureza que as possa santificar.
            Fostes chamados ao contato de espíritos de naturezas diversas, de caracteres antagônicos: não melindreis a nenhum daqueles com quem vos encontrardes. Estai sempre alegres e contentes, mas com a alegria de uma boa consciência e a ventura do herdeiro do céu, que conta os dias que o aproximam de sua herança.
            A virtude não consiste numa aparência severa e lúgubre, ou em repelir os prazeres que a condição humana permite. Basta referir todos os vossos atos ao Criador, que vos deu a vida. Basta, ao começar ou acabar uma tarefa, que eleveis o pensamento ao Criador, pedindo-lhe, num impulso da alma, a sua proteção para executá-la ou a sua benção para a obra acabada. Ao fazer qualquer coisa, voltai vosso pensamento à fonte suprema; nada façais sem que a lembrança de Deus venta purificar e santificar os vossos atos.
            A perfeição, como disse o Cristo, encontra-se inteiramente na prática da caridade sem limites, pois os deveres da caridade abrangem todas as posições sociais, desde a mais íntima até a mais elevada. O homem que vivesse isolado não teria como exercer a caridade. Somente no contato com os semelhantes, nas lutas mais penosas, ele encontra a ocasião de praticá-la. Aquele que se isola, portanto, priva-se voluntariamente do mais poderoso meio de perfeição: só tendo de pensar em si, sua vida é a de um egoísta. (Ver cap. V. nº 26)
            Não imagineis, portanto, que para viver em constante comunicação conosco, para viver sob o olhar do Senhor, seja preciso entregar-se ao cilício e cobrir-se de cinzas. Não, não, ainda uma vez: não! Sede felizes no quadro das necessidades humanas, mas que na vossa felicidade não entre jamais um pensamento ou um ato que possa ofender a Deus, ou fazer que se vele a face dos que vos amam e vos dirigem.

Paz e luz!
Laura

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...