Lindo"

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Aula: Missão dos Espíritas.



Aula: Missão dos Espíritas.
Adaptável para várias idades
Bibliografia: Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. 20 itens 4 e 5.
I – Acolhida e Harmonização.  Duração – no máximo cinco minutos.
1 – Exercício: Colocar um cd com música bem suave. Quando as crianças entrarem na sala, pedir para se postarem em círculo, fecharem os olhos e prestar atenção na música
2 – Relaxamento e respiração:
Obtido o relaxamento muscular, cada um passa a concentrar sua atenção na respiração, inspirando naturalmente, com a boca cerrada, retendo o ar um pouco e expirando, abrindo suavemente os lábios.
Este método de respiração, utilizado diariamente possibilita uma renovação orgânica e, em conseqüência, maior vitalidade.
  II. Prece.
 III. Atividades
1)  Apresentar o tema da aula
Perguntar aos Evangelizandos:
- Qual a nossa religião?
- Vocês sabem o que é missão? Missão é a razão de ser.
- Hoje nós vamos aprender sobre a missão, ou seja, a razão de ser dos espíritas.
Os Espíritos Superiores nos ensinaram no ESSE que a missão dos espíritas, ou seja, nossa  (englobar todos os Evangelizandos e a si mesmo com um sinal das mãos) missão é Evangelizar e nos melhorarmos, crescermos, progredirmos.
- O que é Evangelizar, alguém sabe? Evangelizar é pregar o Evangelho, é levar o Evangelho ao  conhecimento de todos.
A melhor maneira de pregar o Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo é vivenciando-o em nossa própria vida.
Evangelho significa Boa Nova. Então, pregar o Evangelho é propagar essa boa notícia: SOMOS FILHOS DE DEUS, portanto somos todos irmãos. Deus é amor, assim, como nos ensina Joana de Ângelis, somos filhos do Amor, portanto, devemos VIVER o Amor, amar a nós mesmos e a nossos irmãos do mundo todo.
Um bom exemplo vale muito mais que mil palavras, diz um ditado popular. Vamos conhecer um pouquinho de como um garotinho viveu o que Jesus nos ensinou:
 Dividir a Turma em 3 Grupos. Imprimir as figuras abaixo em folhas A4. Distribuir as folhas entre os Grupos. Pedir para que cada Grupo conte a estória na sequência. Após contar a estória os Grupos deverão se juntar em um Grupão para montar um mural com a estória em quadrinhos e escreverem juntos uma frase que sintetize o tema da aula em seu dia-a-dia.









Obs.: A Evangelizadora do Maternal pode recortar as figuras abaixo, colá-las em cartolina e transformá-las em fantoches de vara para contar a estória.


4)    O Jardim da Boa Nova:
O Evangelizador deverá providenciar uma bacia previamente preparada (deve ser perfurada em vários pontos, colocar dentro dela uma camada de pedriscos e completar com terra misturada com pedrisco).
Vamos imaginar nosso mundo como se fosse um jardim. Nós somos os jardineiros. Para sermos bons jardineiros temos que ter muito amor pelo que fazemos, cuidado, carinho, conhecimento. Um bom jardineiro espalha beleza, perfume e harmonia para todos, através de sua criação.
Esse projeto de jardim é o nosso mundo. Representa nossa casa, nossa escola, o centro, enfim, o lugar onde vivemos. Como bons jardineiros vamos nos preparar para transformar nosso mundo. Estudar, ter vontade de melhorar nossos pensamentos, cuidado com o que dizemos e fazemos, para espalhar a mensagem de amor e paz que aprendemos com nosso Mestre Jesus.
A cada dia seremos melhores. E vamos embelezar, colorir e perfumar nosso mundo com bons sentimentos, boas palavras e boas ações, assim como faremos dessa bacia de terra um lindo jardim!
Distribuir aventais para as crianças, mudas de suculentas e cactus, colherzinhas de plástico, pedrinhas e pequenos enfeites, para que possam construir um lindo mini-jardim. Quando terminar, colocar uma plaquinha assim:
“Mini-Jardim da Turma ...................
Aqui plantamos amor e paz!”.
Exemplos de mini-jardins:       







6) Artes:
Vamos colorir esse desenho bem bonito, usando pontinhos feitos com palito e tinta guache!

7) Cantar a música “Homenagem a Chico Xavier”, de Nando Cordel:

Tom: C
                 
     C
Se a gente seguisse o seu caminho
   Dm
Seria feliz
       G7
Se a gente ouvisse os seus conselhos
 C
Seria feliz
     Am                    Dm
Se fosse manso como ele seria feliz
        G7
Tinha mais corarem determinação
       C     G7
Pra mudar...
      C
Se a gente compreendesse mais
        Dm
O que ele deixou
   G7                    C
Seria caridade e paz a mão do amor
      Am                       Dm
Não ia ficar chorando nem se lamentar
         G7
Quem seguir os seus conselhos vai
          C    C7
Se iluminar...
 
            F          G7
Quando acusado usou amor
        C          Am
Caluniado usou perdão
           Dm          G7         C   C7
Quando traído usou a luz do coração
            F           G7
Quando atacado ele  sorriu
      C           Am
Elogiado ele nem viu
            Dm
Meu irmão Chico
        G7          C
Nossa eterna gratidão...

IV.    Prece Final.
     
Subsídios para o Evangelizador:

II – Missão dos Espíritas

ERASTO
Paris, 1863
            4 – Não percebeis desde já a formação da tempestade que deve assolar o Velho Mundo, e reduzir a nada a soma das iniqüidades terrenas? Ah, bendizei o Senhor, vós que tendes fé na sua soberana justiça, e que, novos apóstolos da crença revelada pelas vozes proféticas superiores, ides pregar o dogma novo da reencarnação e da elevação dos Espíritos, segundo o bom ou mau desempenho de suas missões e a maneira porque suportaram as suas provas terrenas. Deixai de temores! As línguas de fogo estão sobre as vossas cabeças. Oh, verdadeiros adeptos do Espiritismo: vós sois os eleitos de Deus! Ide e pregai a palavra divina. É chegada a hora em que devem sacrificar os vossos hábitos, os vossos trabalhos, as vossas futilidades, à sua propagação. Ide e pregai: os Espíritos elevados estão convosco. Falareis, certamente, a pessoas que não quererão escutar a palavra de Deus, porque essa palavra os convida incessantemente ao sacrifício.
            Pregareis o desinteresse aos avarentos, a abstinência aos dissolutos, a mansidão aos tiranos domésticos e aos déspotas: palavras perdidas, bem sabem, mas que importa! É necessário regar com o vosso suor o terreno em que deveis semear, porque ele não frutificará, não produzirá, senão sob os esforços incessantes da enxada e da charrua evangélicas. Ide e pregai!
            Sim, vós todos, homens de boa-fé, que tendes consciência de vossa inferioridade, ao contemplar no infinito os mundos espaciais, parti em cruzada contra a injustiça e a iniqüidade. Ide e aniquilai o culto do bezerro de ouro, que dia a dia mais se expande. Ide, que Deus vos conduz! Homens simples e ignorantes, vossas línguas se soltarão, e falareis como nenhum orador sabe falar. Ide e pregai, que as populações atentas receberão com alegria as vossas palavras de consolação, de fraternidade, de esperança e de paz.
            Que importam as ciladas que armarem no vosso caminho? Somente os lobos caem nas armadilhas de lobos, pois o pastor saberá defender as suas ovelhas contra os carrascos imoladores.
            Ide, homens que sois grandes perante Deus, e que, mais felizes do que Tomé, credes sem querer ver e aceitais os fatos da mediunidade, mesmo quando nada conseguistes obter por vós mesmos. Ide: o Espírito de Deus vos guia!
            Marcha, pois, para frente, grandiosa falange da fé! E os pesados batalhões dos incrédulos se desvanecerão diante de ti, como as névoas da manhã aos primeiros raios de Sol.
            A fé é a virtude que transporta montanhas, disse Jesus. Mas, ainda mais pesadas que as maiores montanhas, são as jazidas da impureza e de todos os vícios da impureza, no coração humano. Parti, pois, cheios de coragem, para remover essas montanhas de iniqüidades que as gerações futuras não devem conhecer, senão como pertencentes à idade das lendas, da mesma maneira como só imperfeitamente conheceis os períodos anteriores à civilização pagã.
            Sim, as revoluções morais e filosóficas vão eclodir em todos os pontos do globo. Aproxima-se a hora em que a luz divina brilhará sobre os dois mundos.
            Ide, pois, levando a palavra divina aos grandes, que a desdenharão; aos sábios, que desejarão prová-la; e aos simples e pequeninos, que a aceitarão, pois principalmente entre os mártires do trabalho, nesta expiação terrena, encontrareis entusiasmo e fé. Ide, que estes receberão jubilosos, agradecendo e louvando a Deus, a consolação divina que lhes oferecerdes; e, baixando a fronte, renderão graças pelas aflições que a Terra lhes reservou.
            Arme-se de decisão e coragem a vossa falange! Mãos à obra! O arado está pronto, a terra preparada: arai!          
            Ide e agradecei a Deus a gloriosa tarefa que vos concedeu. Mas, cuidado, que entre os chamados para o Espiritismo, muitos se desviaram da senda! Atentai, pois, no vosso caminho, e buscai a verdade.
            Perguntareis, então: Se entre os chamados para o Espiritismo, muitos se transviaram, como reconhecer os que se acham no bom caminho?
            Responderemos: Podeis reconhecê-los pelos ensinos e a prática dos verdadeiros princípios da caridade; pela consolação que distribuírem aos aflitos; pelo amor que dedicarem ao próximo; pela sua abnegação e o seu altruísmo. Podeis reconhecê-los, finalmente, pela vitória dos seus princípios, porque Deus quer que a sua lei triunfe, e os que a seguem são os escolhidos, que vencerão. Os que, porém, falseiam o espírito dessa lei, para satisfazerem sua vaidade e sua ambição, esses serão destruídos.

Paz e luz!
Laura




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...