Lindo"

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Aula: “Amar ao próximo como a si mesmo – o egoísmo, a fé” - 3º Ciclo


Aula: “Amar ao próximo como a si mesmo – o egoísmo, a fé”
Turma: 3º Ciclo 
I – Acolhida e Prece.
  II – Harmonização.
Colocar uma música suave de fundo. Pedir às crianças para se sentarem, fecharem os olhinhos e relaxarem. Diga a elas para prestar atenção em cada parte do corpo que você falar:
Relaxem os pés, sintam como se eles estivessem flutuando. Relaxem as pernas, deixando-as bem relaxadas. Relaxem o tronco, relaxem os braços, relaxem a cabeça. Agora vocês estão flutuando, como se estivessem boiando na água. Agora, imaginem que estão sentados em frente a um lago muito calmo e bonito.
Agora imaginem que a Terra. Na Terra moram muitas, muitas pessoas. Imaginem seus corações pulsando de amor por todas as  pessoas. Seu coração é feito de luz, e dele saem jorros de luz cor de rosa, e envolvem todas as pessoas. Seu amor está envolvendo todas as pessoas do mundo. Como é bom dar amor!
Agora vamos mexendo os pés e as pernas bem devagar, mexam os braços, a cabeça, abram os olhos.

III. Dinâmica.

Dinâmica do Pirulito

Material: um pirulito para cada Evangelizando.
Desenvolvimento:
Pedir aos Evangelizandos que dêem as mãos, formando um  círculo. Distribuir um pirulito para cada um, com a orientação que não deverão chupá-lo ainda. Pedir que desembrulhem o pirulito, sem colocá-lo na boca ainda!
Agora, pedir aos Evangelizandos que segurem o pirulito com uma mão estendida para frente e mantenham a outra estendida para baixo ao lado do corpo.
Explicar as seguintes regras:
- o braço não pode ser dobrado,
- o braço pode ser movimentado para a direita e a esquerda, esticado!
- ninguém pode sair do lugar.
Depois de entendidas as regras pelos Evangelizandos, dizer que  eles deverão cumprir uma tarefa: chupar os pirulitos, mas essa tarefa deve ser cumprida solucionando um enigma: devem cumpri-la obedecendo às regras propostas.
Obs.: esperar algum tempo para ver se os Evangelizandos tomam a iniciativa de solucionar o enigma proposto. Aos poucos, se eles não conseguirem, dar algumas dicas, posto que a única solução possível é cada Evangelizando oferecer o pirulito para o colega ao lado.
Encerrando a dinâmica, dar explicações aos Evangelizandos sobre o egoísmo:
O que é egoísmo?
* É achar que tudo de bom tem que ser para nós, que os outros merecem menos, não pensar nos sentimentos e dificuldades das outras pessoas, ligar só para os próprios problemas, não se incomodar se precisar prejudicar alguém para conseguir alcançar seus objetivos.

IV. Distribuir para cada  Evangelizando o seguinte texto, sendo que cada um levá uma parete em voz alta:
Espiritolândia é uma bela cidade. Nela, moram criaturas muito especiais:  Pensamentos, Palavras e  Ações
Pensamentos são uns caras caladões, mas muito dedicados e competentes. Eles sempre dão idéias geniais para melhorar o lugar e são chefes das Palavras e das Ações.
Palavras são umas moças espertas e trabalhadeiras. Elas costumam andar aos bandos e, sob as ordens dos Pensamentos, circulam pela cidade inteira, comunic ando idéias e sentimentos.
Ações, por sua vez, são umas mulheres de negócio agitadas e realistas, que põem a mão na massa para realizar as tarefas projetadas pelos Pensamentos e divulgadas pelas Palavras.
Hoje em dia, tudo está em paz, na Espiritolândia. Mas nem sempre foi assim, e a nossa história é exatamente sobre os terríveis dias em que as doces terras de Espiritolândia foram atac adas por dois monstros terríveis: Ego e Org.
Tudo começou quando os habitantes da c idade começaram a alimentar, em suas c asas, os ovinhos de Ego e Org.
Isso aconteceu porque, quando pequenos, Ego e Org pareciam inofensivos. O problema é que, quando alimentados, Ego e Org se transformaram em criaturas monstruosas e atacaram, sem dó nem piedade, Pensamentos, Palavras e Ações. Eles trouxeram destruição e infelicidade para toda a Espiritolândia. Ego, uma criatura de olho maior que a barriga e umbigo imenso, andava pela c idade, lançando pequenos chips que grudavam na cabeça e no coração dos pobres habitantes, que passavam a repetir, sem parar, frases do tipo “farinha pouca, meu pirão primeiro’, “antes ele do que eu”,  “e daí se os outros estão sofrendo? “O importante sou eu e pronto”.
Org, um gigante de pé grande e boca gulosa, tocava uma flautinha maldosa, que encantava os habitantes com uma música só: “você é melhor que os outros”, “você é melhor que os outros” , “você é melhor que os outros”, “você é melhor que os outros”
Atacados por todos os lados, Pensamentos, Palavras e Ações passaram a atuar em desarmonia. Ninguém ajudava  ninguém, pois todos se julgavam melhores que os outros. Ninguém colaborava, pois cada um só cuidava dos próprios interesses. Ninguém cumpria sua tarefa, pois esperava que os outros a fizessem.
Nuvens escuras pairavam sobre a cidade. Os habitantes andavam de um lado para outro, atacando- se, cheios de ódio e tristeza.
Ego e Org, entretanto, não eram invencíveis.
Depois de um certo tempo, os moradores de Espiritolândia, cansados de tanta destruição, sentiram saudades dos tempos antigos e resolveram reagir.
Eles consultaram sábios antigos e o que descobriram os deixou muito animados: a solução estava no Evangelhex.
Evangelhex era um livro antigo que os habitantes pouco consultavam, naqueles tempos de domínio de Ego e Org.
Isso acontecia porque, para chegar até o livro sagrado, eles teriam que escalar uma montanha muito alta, chamada  Pico do Esforço Próprio, e,  para alcançar o livro, eles deveriam dar as mãos e se ajudarem mutuamente. Mas como fazer isso, se estavam sob o comando das terríveis criaturas?
Diante das enormes dificuldades, Pensamentos, Palavras e Ações firmaram o propósito de, houvesse o que houvesse, estarem concentrados apenas num objetivo: encontrar o Evangelhex e destruir Ego e Org.
Unidos, conseguiram chegar ao topo da montanha. Estavam cansados e suados, mas não pararam: abriram logo olivro empoeirado e, lá dentro, encontraram o modo de eliminar os monstros que, lá embaixo, em Espiritolândia, continuavam a espalhar o mal:  TONELADAS DE AFETO E AMOR E UMA BOA DOSE DE ORAÇÃO.
De volta a Espiritolândia, eles começaram a colocar em prática as orientações de Evangelhex. Passaram a se tratar melhor, a se ajudar nas necessidades. Deixaram de olhar apenas para os próprios interesses e passaram a amparar os companheiros. Em resumo, passaram a AMAR.
Também se dedicaram à oração sincera e, das casas onde as orações eram feitas, partiam estrelinhas coloridas, que se dirigiam a Ego e Org. Os monstros ficavam incomodadíssimos, mas as estrelas  ficavam em volta deles, como borboletinhas. Segundo conta a história, as estrelinhas das preces sinceras enfraqueciam o poder de Ego e de Org.
Depois de algum tempo, algo muito interessante começou a acontec er: Ego e Org começaram a diminuir de tamanho. Foram diminuindo, diminuindo, diminuindo. Um dia, eles finalmente se evaporaram no ar. Hoje, Pensamentos, Palavras e Ações não são mais vítimas de monstro algum e podem viver em paz. Entretanto, eles nunca esqueceram a lição: é preciso amar e orar, para não alimentar Ego e Org.
 (autoria : Issana - participante sala Evangelize CVDEE, retirado de http://www.cvdee.org.br/evangelize/pdf/6_0727.pdf)
V – Atividades
1)    Os Evangelizandos deverão montar uma estória em quadrinhos com o texto acima, sendo que a Evangelizadora deverá coordenar o grupo separando quem  vai escrever o texto, ilustrar, etc. – será trabalhada a cooperação, participação e ajuda mútua. Os quadrinhos deverão ser expostos em um mural e, se possível, escaneados para se montar um “gibi” que poderá ser distribuído a todos os Evangelizandos no fechamento do período.
2)    A Evangelizadora deverá levar os Evangelizandos a refletirem sobre como o egoísmo atrapalha nosso desenvolvimento pessoal e coletivo, apresentando para isso exemplos retirados da mídia ou do conhecimento da turma de atitudes altruístas que alavancaram o progresso material, intelectual e espiritual da comunidade, da cidade, do país, como por exemplo ações de voluntariado, pessoas comuns que auxiliam visinhos doentes, jovens que ensinam o dever para seus amigos, etc. As ações reconhecidas como alavancadoras de progresso deverão ser listadas e os Evangelizandos se comprometerão a divulgá-las, aprendendo que não devemos alardear o mal, mas propagar o bem.

3)    Os Evangelizandos deverão produzir um enfeite de geladeira no qual deverá ser escrita uma das seguintes frases:

“O egoísmo, chaga da Humanidade, tem que desaparecer da Terra, a cujo progresso moral obsta.” (ESE)

“A pureza do coração é inseparável da simplicidade e da humildade. Exclui toda forma de egoísmo e de orgulho.” (ESE)

Idéia:
Para o enfeite de geladeira poderão decorar pregadores com tinta, retalhos de EVA, florzinhas prontas ou feitas de crochê, EVA, biscuit etc, e escrever a frase em uma plaquinha de  EVA branco ou pedaço de bandeja de isopor, desenhando uma linda moldura, colar um ímã atrás e pronto! Fica a figura como sugestão:




4)    Distribuir a letra da música Noite e Dia,   de Allan Filho,  colocar o cd ou o vídeo para cantá-la.

Noite e Dia

Allan Filho

Vai e descobre caminhos por entre sementes de luz banhadas de amor.
E, em paz, segue em passos de fé sobre as pedras pontudas da dor, suave lição...
Vai, começa com o dia que se inicia a cada manhã.
Vai em busca da luta mais justa, sentir-se capaz de seguir.
Não há como falar de coragem sem se aceitar a existência do medo.
Vai que a vida não surgiu pra ser um eterno segredo de Deus.
Mas, quando a noite vier e o cansaço selar teu futuro, descansa em paz.
E assim poderás repensar novas metas perante o escuro, buscar o amor de Deus.
Mesmo com medo, acredita em ti mesmo e descobrirás que és capaz
De mudar como o mundo, de crescer com um rumo, de iluminar a própria paz.
Que confia no poder do tempo, que espera o devido momento em que dirás:
Sou mais Deus do que as ondas de medo que abalam o coração.
Sou mais eu do que as ondas de medo que abalam o coração.
VI – Prece Final.

Paz e luz!
Laura



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...